Encerramento do UTC Recife marcado pela construção coletiva

Por: Manuela Salazar | 30/11/15 1:10 PM

[:pt]

“Co-autoria extrema” foi a expressão utilizada pelo designer John Fass, professor da Royal College of Art, para descrever a plenária de encerramento do UTC Recife. Aos moldes da ONU, a última drafting session do evento serviu para avaliar os diagnósticos, propostas e recomendações redigidas pelos participantes da conferência ao longo da semana. Cerca de 50 pensadores urbanos se reuniram no INCITI/UFPE ao fim da tarde da sexta-feira (28) para arrematar os pormenores do documento, que será revisado, publicado e levado para a conferência Habitat III em outubro de 2016 no Equador. O texto vai compor as diretrizes da Nova Agenda Urbana, assim como os 28 documentos produzidos nos demais Urban Thinkers Campus realizados pelo mundo na campanha mundial da ONU-Habitat.

Construção coletiva do documento final Foto: Rafael Medeiros

Construção coletiva do documento final. Foto: Rafael Medeiros

Os temas como moradia, segurança pública, ocupação do espaço público, saúde, mobilidade, entre outros relacionados à vida urbana, à juventude e às novas tecnologias serviram de base para a reflexão dos participantes ao longo da semana. As falas dos paineis Urban Thinkers Sessions realizadas todas as manhãs serviram de inspiração para as colocações dos participantes, feitas no período da tarde, e focadas sempre na construção do documento. A sessão derradeira foi, portanto, marcada pela alegria de ver um extenso trabalho feito de maneira totalmente coletiva ser finalizado de maneira brilhante.

João Domingos do Instituto Pelópidas Silveira no Viveiro de Ideias Urbanas do UTC Recife. Foto: Zaca Arruda

João Domingos Azevedo do Instituto Pelópidas Silveira no Viveiro de Ideias Urbanas do UTC Recife. Foto: Zaca Arruda

Ao digitar das últimas vírgulas e pontos do documento editado coletivamente, os participantes e organizadores seguiram para o Viveiro de Ideias Urbanas, uma geodésica criada pela empresa BI/OS e instalada na “rua de trás”, a Rua Domingos José Martins, para uma cerimônia de encerramento sem formalidades. Reunidos em um círculo, os participantes e convidados foram convidados a falar no microfone, aberto a todos.

“Eu particularmente gosto muito desse tipo de oportunidade de a gente conversar cada um olhando para o outro e expondo suas ideias e contribuições na busca do mesmo objetivo que é transformar nossas cidades em lugares melhores para a gente viver“, disse João Domingos Azevedo , presidente do Instituto Pelópidas Silveira. Para John Fass, um encontro como o UTC Recife, que enfatiza as discussões coletivas na rua, gera mais consequências e pode impactar em mudanças reais. Laura Sobral do coletivo A Batata Precisa de Você declarou admirar a conexão que o INCITI faz entre Universidade, poder público, e relações internacionais. “Estou disposta a contribuir com o que eu puder”, disse.

O UTC Recife começou e encerrou com cultura popula: na abertura, cantou Mãe Beth de Oxum, no encerramento, Mestre Chico Foto: Zaca Arruda O UTC Recife começou e encerrou com cultura popular: na abertura, cantou Mãe Beth de Oxum, no encerramento, Mestre Chico. Foto: Zaca Arruda

Mestre Chico, músico, cantor, percussionista, mestre sala, ator, contador de histórias populares africanas e afrobrasileiras de Pelotas, no Rio Grande do Sul, falou ao público sobre liberdade, o significado de seu nome Francisco: “vamos conquistar a liberdade. Nós não vamos construí-la, vamos conquistá-la. Nós vamos lutar, lutar, lutar. A liberdade: de amar mais, de respeitar mais, de deixar o outro mais livre. Não mais livre. Não aceito mais livre. É ser livre: não precisa ser mais. A liberdade não tem fronteiras, tem que ser total”.

Nesse tom, o professor de arquitetura e urbanismo da UFPE, Roberto Montezuma, coordenador do INCITI/UFPE, encerrou as falas, ressaltando uma cidade onde encontram-se em uníssono as demandas sociais, econômicas e urbanas. “É uma cidade complexa, é uma cidade que abre uma nova perspectiva: essa cidade aberta ao coração, aberta a todos que coloca-se nesse momento. Viva a cidade aberta!”, concluiu.

Grupo Bongar Foto: Rafael Medeiros

Batman e os Batuqueiros do Silêncio no Som na Rural no UTC Recife.  Foto: Rafael Medeiros

O que se seguiu, como em todas as noites do UTC Recife, foi uma celebração do espaço público, da rua pulsante, da cultura popular valorizada, com a participação do Som na Rural no UTC Recife. O projeto Batuqueiros do Silêncio e os grupos De Leão e Bongar fizeram o público dançar, enchendo a rua de vida, música e alegria.

A utilização dos mobiliários realizados nos últimos meses em workshops no INCITI/UFPE arrematou esse abraço à rua, enchendo de sorrisos os participantes e toda a equipe de produção, com a certeza de que haviam realizado algo especial, e que ali foram plantadas sementes para transformações urbanas. “É muito melhor trabalhar com cultura do que com carro”, comentou Júnior, o guardador de carro do Bairro do Recife e responsável pela ocupação que abriga carrinhos de pipoca da região, localizado na Rua Domingos José Martins, e que acompanhou de perto toda a montagem, construção e realização do UTC Recife.

Veja mais fotos no nosso Flickr. 

[:]

[:en]

“Extreme co-authorship” was the expression used by designer John Fass, professor from Royal College of Art, to describe UTC Recife’s last plenary session. Following the model set by the UN, during the last drafting session the diagnostics, proposals and recommendations, drafted by conference participants throughout the week, were evaluated. Over 50 urban thinkers gathered at INCITI/UFPE on Friday afternoon (28) to go over details of the document, which will be reviewed, published and delivered during the Habitat III conference, to take place in October 2016, in Ecuador. The document will compose the guidelines of the New Urban Agenda, just as the 28 documents prepared in other Urban Thinkers Campus events held around the world representing the UN-Habitat global campaign.

Construção coletiva do documento final Foto: Rafael Medeiros

Collective construction of the final document. Photo: Rafael Medeiros

Themes such as housing, public safety, public space occupation, health, mobility, among others related to urban life, youth and new technologies served as foundation for reflections of the participant during the week. Talks given during the Urban Thinkers Sessions that took place every morning acted as inspiration for talks between the participants in the afternoon, always focusing in the document’s development. The final session was marked by an extreme joy that arose from watching such an extensive work being brilliantly finalized in a truly collective manner.

João Domingos do Instituto Pelópidas Silveira no Viveiro de Ideias Urbanas do UTC Recife. Foto: Zaca Arruda

João Domingos Azevedo from the Pelópidas Silveira Institute at the UTC Recife’s Vivarium of Urban Ideas. Photo: Zaca Arruda

While typing the last commas and periods of the collectively edited document, participants and organizers made their way into the Vivarium of Urban Ideas, a geodesic structure created by BI/OS and installed in Domingos José Martins Street, for an informal closing ceremony. Gathered in a circle, participants and guests were invited to speak, the microfone was open to all voices.

“I personally really enjoy this type of opportunity of talking to each other while looking at each other, exposing ideas and contributions in the pursuit of the same goal, which is to transform our cities in better places for us to live“, said João Domingos Azevedo, president of the Pelópidas Silveira Institute. To John Fass a meeting like UTC Recife, which emphasizes in collective discussions in the middle of street, can generate more consequences and might affect real changes. Laura Sobral from the collective A Batata Precisa de Você declared her admiration for the connection fostered by INCITI between the academia/university, public power and international relations. “I am willing to contribute in the best way i can”, she said.

O UTC Recife começou e encerrou com cultura popula: na abertura, cantou Mãe Beth de Oxum, no encerramento, Mestre Chico Foto: Zaca Arruda UTC Recife began and ended with popular culture: in the opening ceremony, Mãe Beth de Oxum sang, in the closing ceremony, Mestre Chico. Photo: Zaca Arruda

Mestre Chico, musician, singer, percussionist, actor, storyteller of popular african and afrobrazilian narratives from Pelotas, in Rio Grande do Sul, spoke about freedom, the meaning of his name, Francisco: “we will earn our freedom. We will not build it, we will conquer it. We will fight, fight, fight. Freedom to love more, to respect more, to provide more freedom to others. No more freedom. I do not accept more freedom. To be free: it doesn’t have to be more. Freedom has no frontier, it has to be total”.

In a similar tune, Roberto Montezuma – professor of architecture and urbanism from UFPEone of INCITI/UFPE coordinators, gave the final speech highlighting a city where social, economic and urban demands are unison. “It’s a complex city, a city that opens a new perspective: this open city that is open to the heart, open to all that position themselves in this moment. Long live the open city”.

Grupo Bongar Foto: Rafael Medeiros

Batman and Batuqueiros do Silêncio at Som na Rural in UTC Recife.  Photo: Rafael Medeiros

What followed, just as every other night during UTC Recife, was a celebration of the public space, of the pulsating street, the valued popular culture, with the participation of Som na Rural at UTC Recife. The project Batuqueiros do Silêncio and the musical groups De Leão and Bongar made everyone dance, filling the street with life, music and joy.

The use of the urban furniture manufactured in recent months during workshops conducted at INCITI/UFPE seemed to hug the street, stealing smiles from the participants and the entire production team, knowing that they had accomplished something special, and that seeds for urban transformation were planted. It is much better to work with culture than to work with cars,” said Junior, the car keeper that is responsible for the building that houses all the popcorn carts of the region, located in Domingos José Martins Street, and that closely followed the whole assembly, construction and fulfillment of UTC Recife.

Check out more photos in our Flickr.

[:]